Passar para o Conteúdo Principal Top

covid-19_icon_300px-02

Logótipo

municipio

Bombeiros Voluntários de Ponte de Lima recebem kits para intervenção em derrames de matérias perigosas

Autarquia
Kits para bombeiros 1 1 1024 800
09 Junho 2021

Os Bombeiros Voluntários de Ponte de Lima receberam kits para intervenção em derrames de matérias perigosas, ao abrigo do projeto A.R.I.E.M. + Assistência Recíproca Inter-regional em Emergências e Riscos Transfronteiriços.

A ação resulta de uma candidatura da Comunidade Intermunicipal do Alto Minho, em articulação com os 10 municípios do Alto Minho e com a Federação de Bombeiros do Distrito de Viana do Castelo.

O projeto contempla, em simultâneo, a entrega de kits para operações de resgate e salvamento, e de kits para intervenção em derrames de matérias perigosas, a ser entregues às 12 corporações de bombeiros do Alto Minho, de acordo com as suas necessidades específicas, num investimento global de cerca de 165 mil euros.

O objetivo geral do projeto passa pela definição de um plano territorial de emergências transfronteiriças e pela criação de uma rede unificada de comando operacional para a gestão de recursos humanos e materiais em situações de risco que permitam, em conjunto, melhorar a gestão e a coordenação efetiva de emergências. 

Durante a entrega efetuada no Quartel de Bombeiros de Ponte de Lima, o Presidente da Câmara Municipal, Eng.º Victor Mendes, afirmou que "Cada corporação tem as suas especificidades e realidades, no caso da Corporação de Ponte de Lima," a necessidade de "um conjunto de equipamentos para intervenção em derrames de matérias perigosas, porque temos uma rede viária Municipal e Nacional muito extensa, pelo facto de sermos atravessados por duas autoestradas com uma grande intensidade de tráfego, que são a A3, a A28 e depois a A27 que entronca no nosso concelho na A3, e onde são transportadas um conjunto de mercadorias efetivamente de matérias perigosas, tendo em conta a nossa proximidade com a Área Metropolitana do Porto e com a fronteira de Espanha".

Já nas palavras do Comandante Operacional Distrital de Viana do Castelo, Marco Domingues, "Quando se preparou esta candidatura foram identificadas algumas necessidades e prioridades no âmbito das Corporações de Bombeiros, e com trabalho entre a Comunidade Intermunicipal e a Federação de Bombeiros, (…) face à industrialização, face às grandes vias rodoferroviárias que atravessam o distrito, foram identificados quatro locais em que seria pertinente e prioritária a alocação de equipamento de contenção de incidentes com matérias perigosas que foi o caso de Valença, Vila nova de Cerveira, aqui Ponte de Lima e a companhia de Sapadores Bombeiros em Viana do Castelo".  

Relembre-se que os Bombeiros de Ponte de Lima possuem 125 operacionais, entre estes, equipas com formação específica para atuar neste tipo de situações.

Conforme divulgado pela CIM Alto Minho, e como nota final, importa ainda referir que este "se trata de um projeto desenvolvido em parceria com a Agência Galega de Emergências (AXEGA), na qualidade de beneficiário principal, a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N), a Direção Geral do Meio Natural - Junta de Castilla e León, a Guarda Nacional Republicana (GNR) e o Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM)".

kits_para_bombeiros_1
kits_para_bombeiros_2