Passar para o Conteúdo Principal Top

covid-19_icon_300px-02

Logótipo

PonteDeLima-xlarge

Biblioteca 1
Biblioteca 2
Biblioteca 3

PROVERE

provere

  • NORTE-06-3928-FEDER-000048 – Qualificação das Experiências de Turismo de Aldeia no Minho – Centro de Interpretação "Mesa dos 4 Abades"/Ponte de Lima

    Custo total Elegível: 119 698,32€
    Comparticipação FEDER: 89 932,51€

    A área a que chamamos Aldeias da Mesa dos Quatro Abades abrange o território da Freguesia de Labrujó, Rendufe e Vilar do Monte, situadas no limite da Paisagem Protegida do Corno de Bico, da freguesia de Bárrio e Cepões, da sua vizinha Labruja e da Freguesia de Calheiros, tendo sido este o território concelhio objeto do Plano de Intervenção para a Renovação das Aldeias apresentado à ADL. É nestas aldeias que se desenrola a Mesa dos Quatro Abades, um fenómeno de concertação social muito antigo que ocorre neste local. O Centro de Interpretação das Aldeias da Mesa dos 4 Abades (CIT), localizado em Vilar do Monte, irá ser um espaço de informação e dinamização local, mas também de salvaguarda e divulgação do património rural e paisagístico daquele território em particular na estreita relação com os costumes e tradições das suas gentes. O investimento público aqui proposto irá contribuir para a criação e melhoria de condições infraestruturais para o acolhimento e informação ao turista, contribuindo efetivamente para a melhoria da experiência de visita e logo para uma maior atratividade do território enquanto destino no contexto do Touring Cultural e da rede das Aldeias do Minho.

    Ficha de projeto

  • NORTE-06-3928-FEDER-000048 – Qualificação das Experiências de Turismo de Aldeia no Minho – Ponte de Lima Montain Bike Center

    Custo total Elegível: 88 998,17€
    Comparticipação FEDER: 67 784,36€

    Existem em Ponte de Lima duas zonas por excelência para a prática desta atividade o "Bike Park de Ponte de Lima", no Cerquido, freguesia da Cabração e Moreira do Lima e o "Pé do Negro Mountain Bike" no Bárrio e Vilar do Monte. Ambos necessitam de uma intervenção ao nível da melhoria das condições para o seu funcionamento, nomeadamente na beneficiação das pistas existentes, amplamente fustigadas, nomeadamente as primeiras, durante os incêndios de 2015 e 2016 que ocorreu Serra d’Arga e na melhoria das condições de acesso entre zona de partida e zonas de chegada, tal como acontece no Pé do Negro Mountain Bike Center.

    A intervenção perspetiva a melhoria significativa das condições das várias pistas/trilhos cicláveis que integram os dois centros de Montain Bike de PL com cerca de 37 km, sendo que metade desta extensão será intervencionada. Será ainda beneficiado, no Bárrio, o acesso para possibilitar o trânsito de tomada e largada dos praticantes destas atividades de montanha. Prevê-se ainda a sinalização das pistas e a colocação de sinalética informativa.

    Ficha de projeto