Passar para o Conteúdo Principal Top
Logótipo

municipio

Júlio Resende | Cinderella Cyborg – Um dos melhores pianistas portugueses da actualidade sobe ao palco do Teatro Diogo Bernardes

Cultura
Julio resende banner 2 1 1024 800
06 Março 2020

Amanhã, sábado, 7 de março, às 22h00, no Teatro Diogo Bernardes, em Ponte de Lima, o pianista Júlio Resende apresenta o seu mais recente trabalho Cinderella Cyborg, acompanhado por Júlio Machado Vaz, André Rosinha e Pedro Segundo.

Cinderella Cyborg é o nome do novo disco de Júlio Resende. É também uma aventura pelo lado cyborguiano da Música. Tenta estabelecer um diálogo possível entre o humano e o inumano, entre a carne e os chips, entre o acústico do piano e do contrabaixo e o electrónico do computador e dos Pads. Entre a sua liberdade enquanto pianista e a rigidez da linguagem dos computadores. Entre a extrema imperfeição do humano e a perfeição impossível da máquina. Também na música é difícil a reunião com a máquina, por exemplo, em relação ao tempo das músicas, a máquina nunca vacila, a máquina não gosta de esperar, mas o humano é sempre flexível. Júlio Resende gosta dessa dificuldade. De a superar e disso fazer música. Se não superarmos as dificuldades não encontramos paz. A paz está sempre na superação e não no conflito.

"Cinderella Cyborg" é uma história de amor entre o Homem e a Máquina, uma interacção entre o que é humano e o que não o é. Júlio Resende mistura neste disco os sons acústicos do piano, do contrabaixo e da bateria, com sons maquinais produzidos pela componente eletrónica.

Este é já o sexto álbum de Júlio Resende em nome próprio. Do jazz ao fado, do rock à electrónica, o pianista vai pautando a sua carreira pela diversidade musical e por parcerias com grandes nomes da música mundial.

Neste novo disco, Júlio Resende aposta no seu lado autoral, de compositor de canções e pensador de melodias.

Cinderella Cyborg é uma fantasia de união que demonstra que mesmo quando a vida nos parece madrasta, há uma história de amor que pode surgir em qualquer lugar.

Nas palavras de Nuno Artur Silva, a música de Júlio Resende "é como uma sala de concertos em que no palco há muitas portas. Cada música abre uma diferente e o Júlio arrisca e segue o caminho para lá de cada porta para ver onde vai dar.

Há um lado lúdico de descoberta e invenção que se adivinha em cada um desses caminhos abertos a mil variações."

Bilhetes à venda (6,00€) e mais informações no Teatro Diogo Bernardes, pelo telefone 258 900 414 ou pelo email teatrodb@cm-pontedelima.pt.