Passar para o Conteúdo Principal Top
Logótipo

municipio

Município de Ponte de Lima avança com obra de reabilitação da EN 203/Via Foral Velho de D. Teresa, pelo valor de 618.267€+Iva

Autarquia
Via foral velho dona teresa ptl 1 1024 800 1 1024 800
06 Setembro 2019

A Câmara Municipal de Ponte de Lima vai avançar com a empreitada de remodelação da via Foral Dona Teresa, um dos principais acessos à Vila, de forma a prevenir a sinistralidade na Estrada Nacional (EN) 203/Via Foral Velho de D. Teresa.

O projeto de reabilitação denominado de “TRATAMENTO DE TRAVESSIA URBANA INCLUINDO REORDENAMENTO DE ACESSOS E REFORMULAÇÃO DE INTERSEÇÕES EM PONTE DE LIMA” prevê-se entre os kms 21+000 ao 22+000, tendo uma extensão total de 433 metros.

De acordo com a memória descritiva do projeto, “a reformulação da geometria existente na EN203, (…) desenvolve-se no sentido Ponte de Lima – Ponte da Barca e comporta ainda a reformulação de três entroncamentos existentes, duas rotundas novas, um ramo de ligação entre a Rotunda 1 (Rua General Norton de Matos), e ainda a compatibilização da rede viária junto à Rotunda 2, (nomeadamente com a rua Marquês de Terena)”.

A empreitada proposta tem como finalidade a melhoria da segurança rodoviária na via, introduzindo-se as rotundas enquanto elementos geométricos “quebrantes”, dissuasores de velocidades excessivas. Objetiva-se ainda a reabilitação funcional do pavimento, com introdução de uma estrutura de pavimento nova, correção das sobrelevações da EN203 neste troço, bem como a melhoria das condições de aderência dos automobilistas.

O projeto visa o aproveitamento do sistema de drenagem longitudinal e transversal existente, apostando em segundo plano, na beneficiação da iluminação que irá permitir uma melhoria substancial das condições de visibilidade na zona.

A obra pretende também atuar na melhoria e na reposição do sistema de sinalização vertical, horizontal e de orientação, assim como dos equipamentos de segurança e balizagem.

Por não ser possível interromper o tráfego de veículos, e devido à falta de alternativas para desvio durante a construção da obra, esta poderá ser realizada tendo em conta o condicionamento alternado do tráfego.

Embora os encargos de gestão da manutenção deste troço de estrada nacional não estivessem sob a tutela da autarquia, mas sob a jurisdição da IP, ambos celebraram, há escassos meses, um acordo de gestão, decorrente da atitude proactiva do Município, para que a intervenção possa ser efetivada.

A obra no valor de 618.267,46€ mais IVA (6%), iniciará a curto prazo, e prevê-se concluída cinco meses após o seu início.