Passar para o Conteúdo Principal Top
Logótipo

municipio

Município de Ponte de Lima Lança 1.ª Pedra de Polo Industrial do Granito com condições únicas no país

Autarquia
Primeira pedra polo industrial granito 1 1024 800
13 Junho 2019

O Ministro do Planeamento presidiu ao lançamento da 1.ª Pedra do Pólo Industrial do Granito das Pedras Finas de Ponte de Lima. Na última sexta-feira, Nelson de Souza garantiu apoio com financiamento “até ao limite do possível”. Com este investimento total de cerca de 5,5 milhões de euros o Polo industrial do Granito das Pedras Finas apresenta condições únicas no país. 

Durante a cerimónia o Ministro afirmou que “a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte [CCDRN] dará o apoio para propiciar meios adicionais, até ao limite possível quer em matéria de assegurar novas fontes de financiamento, através do subsídio, quer acedendo a empréstimos bancários em condições excecionais”.

Com prazo de execução de um ano este é, nas palavras de Nelson de Souza, “um projeto importante para o território, para a região, mas também é importante por aquilo que pode servir de simbólico e de exemplo para o resto do território nacional, porque encerra em si mesmo a resolução de um problema, um problema de ordenamento, um problema ambiental, que afetava de alguma forma o futuro de um setor, que é um setor determinante para a economia da região, que é o setor dos granitos”.

Segundo Victor Mendes, o Presidente da Câmara Municipal, este “é um dos maiores projetos de Ponte de Lima alguma vez ser feito. (...) Foi um processo muito longo, muito atribulado, pela desafetação do regime florestal, por situações inerentes ao facto de se tratarem de baldios, pelos estudos de impacto, e pelas reuniões com a APA [Agência Portuguesa do Ambiente] e o ICNF [Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas].

Foram 12 anos de muita perseverança, esforço e luta, que valeu a pena. Apesar de reconhecermos que foi demasiado tempo para a urgência deste projeto e daquilo que é a economia deste sector e sua representatividade em Ponte de Lima”, afirmou.

Localizado no Monte de Antelas, na proximidade das áreas de extração, o projeto ocupa uma área de cerca de 22 hectares, que corresponde à implantação total de 28 lotes, sendo 24 destinados à função de lotes industriais, cujas áreas variam entre os 900 m2 e os 20.000 m2, aproximadamente. Nas palavras do Presidente da Câmara Municipal de Ponte de Lima, “este é o único polo industrial no país dedicado única e exclusivamente à transformação da pedra. É único em equipamentos partilhados como a ETARI e a Central de ar comprimido, tendo ainda rede de saneamento, abastecimento de água, fibra ótica e espaços verdes”.

 “É um projeto de sustentabilidade económica, e de um ponto de vista ambiental e patrimonial, de um produto de qualidade, que associado à marca de qualidade de Ponte de Lima, produz 571 mil toneladas por ano”, revelou.

O início do projeto marca uma nova etapa, “cabe agora a responsabilidade de a aproveitar, organizar coletivamente para promover os recursos comuns”, finalizou Nelson de Souza, Ministro do Planeamento.

image title
image title
image title
image title
image title
image title
image title
image title
image title
image title