Passar para o Conteúdo Principal Top
Logótipo

municipio

Ponte de Lima Entregou o Prémio A. Almeida Fernandes | “Cidade e Religião: a Colegiada de Santa Justa de Coimbra na Idade Média”

Cultura
Premioadealmeidafernandes30nov2018 1 1 1024 800
04 Dezembro 2018

Coube ao Município de Ponte de Lima, no presente ano e no âmbito de uma parceria estabelecida com o Município de Viseu a realização do Prémio A. de Almeida Fernandes.

Trata-se de um prémio anual destinado a reconhecer e a incentivar estudos de investigação em História Medieval Portuguesa, homenageando Armando de Almeida Fernandes, investigador e autor de uma notável obra histórica.

O júri deliberou, por unanimidade, atribuir o Prémio A. de Almeida Fernandes 2018 ao estudo de Maria Amélia Álvaro de Campos, intitulado Cidade e religião: a Colegiada de Santa Justa de Coimbra na Idade Média. Foi ainda atribuída uma menção honrosa a Luciano Augusto dos Santos com a obra “A Evolução da Rede Paroquial entre o Côa e o Távora do século XII ao século XVI”.

Considerando que “É seguramente o prémio com mais prestígio para a História da Idade Média Portuguesa, um prémio que tem o nome de alguém que fez muito pela história, nomeadamente do interior e do norte de Portugal, alguém que estudou a instituição da Igreja, que é o domínio da minha área de investigação”, a autora da obra premiada reconheceu que (..) “É de facto para mim um momento muitíssimo importante, um reconhecimento do meu trabalho, para o qual se trabalha muitos anos, mas se recebe com muita gratificação”.

O prémio que anualmente é coorganizado pelas autarquias de Ponte de Lima e Viseu, visa incentivar o estímulo e exemplo aos vindouros, bem como fomentar o estudo das áreas a que Almeida Fernandes dedicou a sua vida.

Neste contexto, o Presidente da Câmara Municipal de Ponte de Lima, Eng.º Victor Mendes, sublinha que “É um prémio de referência da História Medieval Portuguesa, mas também uma homenagem a um homem que estudou profundamente essa história, particularmente também a história do concelho de Ponte de Lima”. O autarca recordou o patrono deste prémio, como sendo “alguém que tinha um respeito e uma admiração por esta terra, tal como os seus descendentes”.

O Edil realçou a importância deste prémio, garantindo que será para continuar no futuro “Este é um prémio que para nós é muito gratificante entregar, no fundo é também o nosso contributo para um maior conhecimento da nossa história, nomeadamente a História Medieval. (..) As obras que são apresentadas neste prémio são obras de um rigor científico, técnico e histórico muito grande, tem também um júri com provas dadas nesta matéria, e, portanto, o nosso desejo é, em parceria com o Município de Viseu, manter este prémio”, assegurou o autarca Ponteliminense.

image title
image title
image title
image title
image title