Passar para o Conteúdo Principal Top
Logótipo

visitar

Coração Brasileiro

Cultura
Fpm 21 09 2019 coracao brasileiro 1 1200 800
21 Jul
Adicionar a calendário 2019-07-21 22:00:00 2019-07-21 22:00:00 Europe/Lisbon Coração Brasileiro Festival Percursos da Música – Ponte de Lima Largo de Delfim Guimarães / Escadaria das Pereiras

Festival Percursos da Música – Ponte de Lima

“Coração Brasileiro” é um álbum que nasceu a partir do encontro entre duas gerações da música instrumental brasileira. O trompetista Silvério Pontes e o pianista Antonio Guerra uniram-se para celebrar o cancioneiro e os géneros populares. O disco nasceu para contar um Brasil gaúcho, chorão, sambista e forrozeiro, exaltando a diversidade do povo brasileiro e foi apresentado no início de Maio passado.

Os duos de trompete e piano foram mais explorados na música de câmara e no jazz americano. No entanto, pouco se fez com esta formação na história da música popular brasileira. “Esta é uma novidade no Brasil, pautada na tradição da nossa música”, afirma Silvério, chamando a atenção para o que se ouve no disco: “desde temas extraídos do cancioneiro até o choro e o samba, com toda a riqueza harmónica, melódica e rítmica da música instrumental brasileira“.

Silvério e Guerra jamais poderiam imaginar que um encontro fortuito de trabalho entre eles fosse estabelecer de imediato uma parceria tão original quanto produtiva. Durante algumas sessões de ensaios, entre choros, maxixes, valsas e jazz, esses dois craques de gerações e formações distintas descobriram uma afinidade musical inesgotável. O resultado foi o ingresso imediato do pianista na banda de Silvério e a vontade urgente de desenvolverem juntos um trabalho.

A união sonora de Silvério Pontes, que sempre bebeu na fonte do choro e do samba, considerados a música genuinamente carioca, com Antonio Guerra, um concertista com a música negra no sangue, rendeu o álbum “Coração Brasileiro”.

Actualmente, o duo encontra-se a realizar uma tour internacional que passa pelo Japão, Portugal e Itália.

Silvério Pontes gosta de trabalhar em dupla. Em 1985, iniciou uma legendária parceria com o trombonista Zé da Velha, com quem gravou cinco álbuns e rodou o mundo, até a aposentadoria do Zé. De lá pra cá tocou com grandes nomes da MPB, como Luiz Melodia, Elza Soares, Ed Motta, Cidade Negra e a banda Vitória Régia, que acompanhou Tim Maia por doze anos, entre muitos outros, sendo um dos trompetistas mais requisitados da música brasileira.

Antonio Guerra, por sua vez, integrou o sexteto carioca Bondesom, com o qual circulou entre 2012 e 2015, antes de alçar voo a solo. Tocou em tours de nomes como Elza Soares, Martinho da Vila, Mart’nália e Rubel, nomeado para um Grammy com o disco “Casas”. A bordo do seu sexteto, lançou “Movimentos” (2015), vencedor do Prémio Mimo Instrumental. O disco levou-o até Londres e, recentemente, apresentou-se em países como Índia, Portugal e Itália. Neste último, tocou com o clarinetista Gabriele Mirabassi e com o Trio Nosso Brasil, em duas ocasiões, na capital, Roma.

Em Ponte de Lima apresentam-se com o percussionista Carlos Motta.

Programa do Concerto

Dori das Ostras – Antonio Guerra
Gaudérios – Silvério Pontes
Desprezado – Pixinguinha
A Moda Antiga – Guto Wirtti
Saudades de Pernambuco – Antonio Guerra
Lendas Brasileiras – Guinga
Choro pro Zé – Guinga
Picotado ou Di menor – Guinga
Bailarina de Fogo – Antonio Guerra
Impressões Seresteiras – Villa Lobos
Papo de Anjo – Radamés Gnattali
Piazzola no Choro – Silvério Pontes e Marcelo Caldi
220v – Dani Spielmann
Sinhá – João Bosco e Chico Buarque

Chega de Saudade – Tom Jobim e Vinicius de Moraes
Senhorinha – Guinga e Paulo César Pinheiro

Horário:

22h00

Local:
Largo de Delfim Guimarães / Escadaria das Pereiras