Passar para o Conteúdo Principal Top
Logótipo

visitar

Ensemble Med – Diálogo Interculturas no Mediterrâneo Medieval

Cultura
Fpm 18 07 2019 ensemble med 1 1200 800
18 Jul
Adicionar a calendário 2019-07-18 22:00:00 2019-07-18 22:00:00 Europe/Lisbon Ensemble Med – Diálogo Interculturas no Mediterrâneo Medieval Festival Percursos da Música – Ponte de Lima Rua Formosa / Pereiras

Festival Percursos da Música – Ponte de Lima

Daniela Tomaz: direcção artística & flautas
Mariana Fabião: voz
Sérgio Calisto: viola d’amore a chiavi & moraharpa
Rui Silva: percussão histórica


O Ensemble Med [med: mediterrâneo / medieval] apresenta “Diálogo Interculturas no Mediterrâneo Medieval”, uma viagem em torno do entrecruzamento estilístico entre as culturas coexistentes na Península ibérica antes do século XVI – legado sefardita, mouro e cristão, passando pela sua posterior diáspora a oriente, na actual Turquia.

As complexas formas poético-musicais da Bacia do Mediterrâneo expressam a compreensão cultural entre estas três culturas. A cristianização da Península Ibérica durante o reinado dos Reis Católicos, iniciou um movimento de diáspora e consequente separação das três culturas. A maioria dos judeus expulsos (sefarditas) estabeleceram-se em várias partes do Império Otomano, em particular Thessaloníki e Constantinopla (actual Istambul), e cuja língua tradicional é o ladino. Alguns foram ainda mais para o leste para os territórios de língua árabe do Império Otomano. Daí a complexidade da música encontrada na bacia do Mediterrâneo e seu território vizinho.

Esta viagem musical intercultural almeja o potenciamento da consciência histórica e, nas palavras de Jordi Saval (Embaixador da União Europeia para o Diálogo Intercultural e Artista para a Paz), contribuir humildemente como antídoto para a amnésia histórica da Humanidade.

O Ensemble procura como inspiração este delicado ponto de contacto entre os universos da música antiga historicamente informada e a música tradicional historicamente informada, procurando a sua própria interpretação viva e actual da música de raiz medieval Europeia, realizada em torno da Ibéria e das regiões circundantes do Mar Mediterrâneo, numa abordagem multicultural e transversal.


Ensemble Med

O Ensemble Med [med: mediterrâneo/medieval] nasceu em Abril de 2012 no seio do Departamento de Música Antiga da Hogeschool voor de Kunsten Utrecht. Tem-se apresentado regularmente ao público, com diversas formações, destacando músicos como Yenisey Gomez (canto) e Didier François (viola d’amore a chiavi). Participou em diversos festivais de música antiga neste país desde então, como o Kamermuziek Dag em Nikolaikerk (Utrecht), Catharijn Museum, (Utrecht), Festival De Open Blokfluit Dagen (Amsterdão). É de destacar também a participação pelo Eric Salhstrom Institute na Womex Fair em Santiago de Compostela (Espanha) e nas Comemorações do Dia Internacional da Língua Portuguesa na Universidade Ivane Javakhishvili em Tbilisi (Geórgia). Em Portugal, tem-se apresentado de Norte a Sul do País, nomeadamente Festival Internacional de Percussão Cidade de Portimão (Portimão), Sons Antigos a Sul (Lagos e Vila do Bispo), Dias Medievais (Castro Marim), Jornadas Medievais (Sesimbra), Festival Med Classic (Loulé), Festival Percursos da Música (Ponte de Lima).

Ganha novo fôlego em 2018/2019, com o projecto “Diálogo Interculturas no Mediterrâneo Medieval”, cofinanciado pelo Programa de Apoio às Artes da Direcção Geral das Artes / Ministério da Cultura, onde começa a trabalhar com a cantora Mariana Fabião. Sedimenta assim um percurso de 6 anos, com uma tour nacional: Feira da Dieta Mediterrânica em Tavira (Setembro 2018), Igreja Matriz de Monsanto, Idanha-a-Nova (Novembro 2018), Casa da Música, Porto (Julho de 2019) e Festival Percursos da Música de Ponte de Lima (Julho 2019).


Programa do Concerto

I LEGADO SEFARDITA
“A los baños dell amor, sola m’ire”

A LOS BAÑOS DELL AMOR
Anonónimo, Cancionero Musical del Palacio, Biblioteca del Palacio Real, Madrid circa 1470/1520

SI VERÍAS A LA RANA
Canção Tradicional Sefardita, circa século XV, recolhida por Moshe Shaul, 1929-

PORQUE LLORAX BLANCA NINA
MORENICA A MI ME LLAMAN
MORENA ME LLAMAN
Romances in Cancioneiro Sefardita Espanhol (1510)

II A ORIENTE: TURQUIA
“Va por el mar de Levante, Tal que temblaba Turquía”

SAMA‘I NAHAWAND [instrumental]
Tradicional Turca / Mas’ud Jamil (1902-1963)

ÜSKÜDAR’A GIDER İKEN
Tradicional Turca / Melodia Diáspora Sefardita

MAKAM RAST «MURASS’A» USUL DUYEK [instrumental]
Tradicional Turca, Manuscrito Dimitri Cantemir (1673-1723)

III A OCIDENTE: LEGADO MOURISCO
“Este linho é mourisco e a fita dele namora”

CANTIGA DE CEIFA
Tema Tradicional Penha Garcia/Portugal [recolha de Michel Giacometti em Penha Garcia Idanha-a-Nova, Castelo Branco, Portugal, 1970]

CORO DAS MAÇADEIRAS
Canto de trabalho de Póvoa de Lanhoso - Portugal
[Cancioneiro Minhoto de Gonçalo Sampaio 1943]

TRES MORILLAS M’ENAMORAN
Cancionero Musical de Palacio, ibidem

IV A ORIENTE: TRECENTO ITALIANO

ISTAMPITTA TRE FONTANE [instrumental]
The Manuscript London, British Museum Add. 29987

FENICE FU’ E VISSI PURA E MORBIDA
Jacopo de Bologna (1339-1360)

SALTARELLO [INSTRUMENTAL]
The Manuscript London, British Museum Add. 29987

V LEGADO MARIANO
“Rosa das rosas e Flor das flores, Dona das donas, Senhor das senhores”

O VIRGO SPLENDENS / MARIAM MATREM VIRGINEM
STELLA SPLENDENS” [instrumental]
Codex El Llivre Vermell de Montserrat, Biblioteca de l’Abadia de Montserrat, circa 1399

SENHORA DO ALMURTÃO
Tema Trad.Beira-Baixa/Portugal [recolhido por Rodney Gallop],
Cantares do Povo Português, Lisboa, Instituto de Alta Cultura, 1960

ROSA DAS ROSAS, CANTIGA DE SANTA MARIA X
Alfonso X “O Sábio” (1221-1284)

Horário:

22h00

Local:
Rua Formosa / Pereiras