Passar para o Conteúdo Principal Top
Logótipo

visitar

BOCAge – O mais honesto homem para se amar…

Cultura
Bocage banner 1 1200 800
11 Mai
Adicionar a calendário 2019-05-11 22:00:00 2019-05-11 22:00:00 Europe/Lisbon BOCAge – O mais honesto homem para se amar… + Teatro Teatro Diogo Bernardes

+ Teatro

A 11 de maio, às 22h00, no Teatro Diogo Bernardes, em Ponte de Lima, o espectáculo de teatro BOCAge – O mais honesto homem para se amar…, produção da MagiAbrangente, com Rita Ribeiro, Sandra José e Alexandra Pato.

Poderiam ter sido de uma mulher, aquelas palavras que muito magoam quem as escuta. Poderiam ter sido ditas a cantar, por um bom e belo trovador, talvez assim nos entranhassem mais e as estranhássemos menos. Mas as palavras ditas, a cru, sem receio de alheios e freios, são o que as faz serem apetecidas e repetidas e vomitadas e gozadas em voz alta e não entre dentes cerrados. Venham, calem-se e escutem! E, se do amor já ouviram mentiras, aqui do amor ouvirão verdades. A Bocage faremos um brinde. Não fosse ele o melhor e mais honesto homem para se amar.

As actrizes Rita Ribeiro, Sandra José e Alexandra Pato apresentam “BOCAge”, uma comédia de escárnio e bem dizer, numa celebração de homenagem que pretende brindar ao poeta “maldito”. Bocage, o mais importante poeta português do século XVIII, é o pretexto deste espectáculo teatral único que pretende dar a conhecer a obra e verdade do poeta, “o mais honesto homem para se amar”. Porque a ousadia de Bocage em viver a verdade na sua vida deve ser festejada, as três actrizes ousam subir a palco de cabelo ruivo e lábios vermelhos.

A peça nasceu da vontade irreverente do grito pelas verdades escondidas na poesia do poeta. Em cena, três mulheres gritam as suas verdades ao mundo, numa viagem entre épocas que bem podiam ser a mesma. Tudo encaixa e, apenas o olhar com que as vemos, nos dará as diferentes formas de ler Bocage. As actrizes darão a cara às verdades escondidas do poeta, ao som de música ao vivo, num espectáculo que se torna num canal artístico para dar a conhecer a obra de Manuel Maria Barbosa Du Bocage, igualado a ilustres poetas como Luís de Camões ou Antero de Quental.

Rita Ribeiro, actriz e produtora do espectáculo, descreve-o como um “Hino à Verdade”, que pretende mostrar que “as pessoas não encaram a sua própria verdade como ele fez e andam mascaradas por não serem honestas, daquilo que sentem ou querem. Gostaria que a verdade de Bocage fosse a verdade dos outros, mas se não for possível, pelo menos faço algo coerente com os meus valores e com a minha vida”.

Sandra José, autora do texto, é também uma das três mulheres que sobem a palco para brindar ao poeta “maldito”. Bocage tem uma carga afectiva especial para a actriz e autora que, desde cedo, conviveu com os poemas do poeta. Para Sandra José, “escrever sobre Bocage foi uma dádiva, é uma forma de mostrar o outro lado do poeta, conhecido por poeta maldito, devido aos poemas que tem mais agressivos, rudes e sarcásticos”.

O encenador João Ascenso afirma que o espectáculo BOCAge vive de um misto entre “comédia, drama, polémica e sensualidade”. Para o encenador, o maior desafio do espectáculo “é tentar não fazer o que fizeram com Bocage. É deixar que o espectáculo flua, não retraindo a criatividade e pensando sempre que quem está a ver se vai identificar e descobrir Bocage”.
Um apelo à reflexão que pretende agitar consciências para as verdades de cada um. Porque “os sopros que se carregam no peito são o princípio desses vendavais que devíamos ter feito”.
Um espectáculo que pretende acordar para a obra do poeta que “falava para as pessoas”.

Texto Sandra José
Encenação João Ascenso
Interpretação Rita Ribeiro, Sandra José e Alexandra Pato
Música Artur Guimarães
Figurinos Dino Alves
Cenografia e Design Gráfico Hugo Merino Ferraz
Desenho de Luz Rui Braga
Produção MagiAbrangente
Produção Executiva Rita Ribeiro e Alexandre Tavares
Fotografia Juvenal Candeias

Maiores de 18 anos

Horário:

22h00

Local:
Teatro Diogo Bernardes
Preço:

6,00€

Informação adicional:

Os bilhetes (6,00€) serão disponibilizados a partir das 9h00 do próximo dia 26 de abril (sexta-feira).

O número máximo de entradas a adquirir será de 4 bilhetes por pessoa, apenas no caso de existirem filas para a procura dos mesmos, podendo ir até ao máximo de 6 bilhetes por pessoa no caso de espectadores que pretendam adquirir a totalidade de lugares de uma frisa ou camarote de 1.ª classe ou camarote de 2.ª classe, com esse número de lugares (6 lugares), conforme constar na planta de lugares publicitada na Bilheteira do Teatro Diogo Bernardes e no website municipal, também apenas no caso de existirem filas para a procura dos mesmos (http://www.cm-pontedelima.pt/…/MapaTDB_Final_1_1024_2500.jpg).

Relativamente aos pedidos realizados por correio electrónico, apenas serão atendidos os recebidos a partir da hora e data de disponibilização na bilheteira física, divulgada no mural oficial do facebook, nas mesmas condições acima indicadas e após serem satisfeitas as aquisições presenciais.

Maiores de 18 anos.

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 258 900 414 ou pelo email teatrodb@cm-pontedelima.pt.