Passar para o Conteúdo Principal Top
Logótipo

municipio

Samuel Úria

Cultura
Samuel uria banner evento f 1 1200 800
24 Out
Adicionar a calendário 2020-10-24 22:00:00 2020-10-24 22:00:00 Europe/Lisbon Samuel Úria + Música Teatro Diogo Bernardes

+ Música

A 24 de outubro de 2020, às 22h00, Samuel Úria apresenta-se em concerto do Teatro Diogo Bernardes e traz na bagagem o seu novo trabalho, acabado de editar, Canções do Pós-Guerra.

Samuel Úria
Canções do Pós-Guerra

“Canções do Pós-Guerra” foi o título que Samuel Úria escolheu para o seu mais recente disco. Premonitório? Talvez… Dizem que a arte tem essa capacidade, esse recurso de preceder os acontecimentos. Neste caso, esta “guerra” será, como sempre, interior e espiritual. Uma vez mais, Samuel Úria obriga-nos a olhar para dentro. Não num exercício egocêntrico, mas antes como parte de um caminho de necessária partilha.

Efectivamente, o repertório deste novo trabalho de onde se destacam os singles até à data publicados “O Muro” e “Fica Aquém”, foi composto e gravado em período pré pandemia. Aliás, o disco teve data de edição coincidente com o confinamento e só a impossibilidade de ter a atenção do público levou ao seu adiamento. E por muito que se apregoe que este “Canções do Pós-Guerra” é o disco mais confessional de Samuel Úria, tal como em registos anteriores, ou ainda mais, as suas composições confrontam-nos connosco próprios, algo que só as “canções eternas” têm a capacidade de provocar.

Mas este concerto, mesmo que marcado por “Canções do Pós-Guerra”, tem ainda o propósito de conduzir o público numa viagem à criatividade de Samuel Úria, num percurso que terá um pé nos seus trabalhos anteriores e em que terão óbvio destaque temas que fazem do “trovador das patilhas” no mais interessante cantautor do século XXI – “Lenço Enxuto”, “É preciso que eu diminua”, “Fusão” ou “Teimoso”, são obrigatórios. E se esperam que a jornada seja tranquila, desenganem-se, o conforto dos vossos lugares vai ser frequentemente assaltado pela energia explosiva com que Samuel e companheiros desequilibram (ou deveríamos dizer, equilibram) os momentos de intimidade.

Samuel Úria – voz, guitarra eléctrica e acústica
Jónatas Pires – guitarra eléctrica e acústica, harmónio indiano, voz
Silas Ferreira – teclados, sampler, percussão, oboé, voz
António Quintino – baixo, voz
Tiago Ramos – bateria, glockenspiel, voz

Horário:

22h00

Local:
Teatro Diogo Bernardes
Preço:

Os bilhetes (8,00€) serão disponibilizados a partir das 9h30 do próximo dia 2 de Outubro (sexta-feira), na bilheteira física do Teatro Diogo Bernardes e a partir das 14h00 na bilheteira electrónica (https://www.bol.pt/Comprar/Bilhetes/91050-samuel_uria-municipio_de_ponte_de_lima/Sessoes)

O número máximo de entradas a adquirir na bilheteira física, apenas no caso de existirem filas, será de 4 bilhetes por pessoa, cumprindo-se a lotação estabelecida em cumprimento do Plano de Contingência Covid-19, de acordo com a planta da sala adaptada em função do mesmo (https://www.facebook.com/teatro.diogo.bernardes/photos/pcb.3457943540904166/3457846717580515/).

- Lugares individuais na plateia e para coabitantes (2, 3 e 4 lugares) nas frisas e camarotes.
- Os bilhetes para as frisas e camarotes serão vendidos em bloco, na totalidade dos lugares.

Maiores de 6 anos.

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 258 900 414 ou pelo email teatrodb@cm-pontedelima.pt.

Informação adicional:

MUITO IMPORTANTE:
- As portas abrirão, pelo menos, uma hora antes do início dos espectáculos e pede-se aos espectadores que compareçam mais cedo, com, pelo menos, meia-hora de antecedência para se efectuarem todos os procedimentos de segurança.
- Os espectáculos terão início à hora marcada.
- Não será permitida a entrada após o início dos espectáculos.
- Os espectadores devem cumprir rigorosamente todas as instruções dos assistentes de sala, devidamente identificados e em nenhum caso poderão trocar de lugares ou deslocar-se pelo recinto sem motivo justificado.
- No final de cada espectáculo, os espectadores deverão, obrigatoriamente, permanecer sentados nos seus lugares até serem instruídos pelos assistentes de sala para abandonar o recinto, por local diferente da entrada, de forma disciplinada e respeitando o distanciamento físico.

POR FAVOR, NÃO ESQUEÇA:
- É obrigatório o distanciamento físico de 2 metros no acesso ao recinto e às bilheteiras (a lotação da bilheteira do Teatro Diogo Bernardes é de 1 pessoa).
- É obrigatória a medição de temperatura de todos os presentes, sem registo escrito, à entrada do recinto.
- É obrigatória a higienização das mãos à entrada no recinto.
- É obrigatório o uso de máscara por parte do público durante todo o tempo dos espectáculos.
- A abertura do teatro será antecipada para assegurar o acesso atempado ao mesmo, devendo os espectadores dirigir-se de imediato aos lugares indicados pelos assistentes de sala, cumprindo rigorosamente as instruções dos mesmos.
- A permanência nos locais de atendimento deve ser limitada ao tempo estritamente necessário à realização do atendimento.
- O bar do Teatro Diogo Bernardes encontra-se encerrado.
- Nas instalações sanitárias, feminina e masculina, apenas serão permitidas duas pessoas em simultâneo, situação que será sempre controlada por um assistente de sala à entrada das mesmas.
- Não será permitida a permanência de espectadores no interior do Teatro Diogo Bernardes após o final dos espectáculos.

Agradecemos a colaboração de todos para continuarmos a oferecer Serviço Público de Cultura.