Passar para o Conteúdo Principal Top

covid-19_icon_300px-02

Logótipo

municipio

E Tudo o Morto Levou | Marina Mota Produções

Cultura
2 e tudo 740x960 1 1024 2500
10 Dez
Adicionar a calendário 2021-12-10 21:30:00 2021-12-10 21:30:00 Europe/Lisbon E Tudo o Morto Levou | Marina Mota Produções + Teatro + Comédia Teatro Diogo Bernardes

+ Teatro + Comédia

A 10 de dezembro, às 21h30, o Teatro Diogo Bernardes, apresenta o espetáculo de Comédia "E Tudo o Morto Levou", com Marina Mota, Rui de Sá, Marisa Carvalho e Nuno Pires.
 
"E Tudo o Morto Levou", com Marina Mota
E Tudo o Morto Levou é uma comédia teatral protagonizada por Marina Mota, que decorre durante um velório, num largo de um bairro na periferia de Lisboa. A noite vai passando e por aquela capela vão surgindo um sem número de personagens que toda a gente, pelo menos uma vez na vida, já viu num velório, ao vivo. Está dado o ponto de partida para uma comédia frenética, de enganos e com um ritmo grande de entrada e saída de personagens, alguns dos quais míticos na já vasta carreira da atriz Marina Mota, que promete pôr Portugal a rir nos palcos de Norte a Sul do País.
Horário:

21h30

Local:
Teatro Diogo Bernardes
Preço:

Os bilhetes (10,00€) à venda na bilheteira física do Teatro Diogo Bernardes e na bilheteira eletrónica em: https://www.bol.pt/Comprar/Bilhetes/93169-e_tudo_o_morto_levou_com_marina_mota-teatro_diogo_bernardes/

O número máximo de entradas a adquirir na bilheteira física, apenas no caso de existirem filas, será de 4 bilhetes por pessoa, cumprindo-se a lotação estabelecida em cumprimento do Plano de Contingência Covid-19, de acordo com a planta da sala adaptada em função do mesmo (https://www.facebook.com/teatro.diogo.bernardes/photos/pcb.4641709269194248/4641690569196118/).

Maiores de 14 anos.

Os bilhetes já adquiridos na primeira data são válidos para a nova data e os espectadores que queiram efetuar a devolução devem fazê-lo nos respetivos locais de compra.

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 258 900 414 ou pelo email teatrodb@cm-pontedelima.pt.

Informação adicional:

MUITO IMPORTANTE:
- As portas abrirão, pelo menos, uma hora antes do início dos espetáculos e pede-se aos espectadores que compareçam mais cedo, com, pelo menos, meia-hora de antecedência para se efetuarem todos os procedimentos de segurança.
- Os espetáculos terão início à hora marcada.
- Não será permitida a entrada após o início dos espetáculos.
- Os espectadores devem cumprir rigorosamente todas as instruções dos assistentes de sala, devidamente identificados e em nenhum caso poderão trocar de lugares ou deslocar-se pelo recinto sem motivo justificado.
- No final de cada espetáculo, os espectadores deverão, obrigatoriamente, permanecer sentados nos seus lugares até serem instruídos pelos assistentes de sala para abandonar o recinto, por local diferente da entrada, de forma disciplinada e respeitando o distanciamento físico.

POR FAVOR, NÃO ESQUEÇA:
- É obrigatório o distanciamento físico de 2 metros no acesso ao recinto e às bilheteiras (a lotação da bilheteira do Teatro Diogo Bernardes é de 1 pessoa).
- É obrigatória a medição de temperatura de todos os presentes, sem registo escrito, à entrada do recinto.
- É obrigatória a higienização das mãos à entrada no recinto.
- É obrigatório o uso de máscara por parte do público durante todo o tempo dos espetáculos.
- A abertura do teatro será antecipada para assegurar o acesso atempado ao mesmo, devendo os espectadores dirigir-se de imediato aos lugares indicados pelos assistentes de sala, cumprindo rigorosamente as instruções dos mesmos.
- A permanência nos locais de atendimento deve ser limitada ao tempo estritamente necessário à realização do atendimento.
- O bar do Teatro Diogo Bernardes encontra-se encerrado.
- Nas instalações sanitárias, feminina e masculina, apenas serão permitidas duas pessoas em simultâneo, situação que será sempre controlada por um assistente de sala à entrada das mesmas.
- Não será permitida a permanência de espectadores no interior do Teatro Diogo Bernardes após o final dos espetáculos.

Agradecemos a colaboração de todos para continuarmos a oferecer Serviço Público de Cultura.