Passar para o Conteúdo Principal Top

covid-19_icon_300px-02

Logótipo

municipio

Desumanização, pela Companhia Art´Imagem

Cultura
Desumanizacao banner evento f 1 1024 2500
23 Abr
Adicionar a calendário 2021-04-23 20:00:00 2021-04-23 20:00:00 Europe/Lisbon Desumanização, pela Companhia Art´Imagem Teatro Diogo Bernardes

A 23 de abril de 2021, às 20h00, no Teatro Diogo Bernardes, em Ponte de Lima, Desumanização, pela Companhia Art´Imagem.

“Desumanização” é uma versão cénica do romance “A Desumanização”, do consagrado escritor português Valter Hugo Mãe, prémio literário José Saramago, numa dramaturgia de José Pedro Pereira, com direção e encenação de José Leitão, fundador e diretor da companhia. Esta é uma história de perda, luto e superação que nos faz questionar acerca dos limites (ou sua transgressão) da humanidade.
Numa pequena aldeia abafada pela monumentalidade dos fiordes islandeses, Halldora surge em cena a partir da boca de Deus para nos contar como foi lidar com a morte de Sigridur, sua irmã gémea. Como preencher a metade que se perdeu? Como viver pelas duas? Como ocupar o outro lado do espelho? Halldora diz-nos que “O mundo mostrava a beleza, mas só sabia produzir o horror”. “Desumanização” é Gelo, Terra e Fogo; é o “corpo interior da Islândia”.
Esta obra é, segundo o autor, um autêntico cântico de amor à Islândia. A encenação, tal como a obra, vai à Islândia buscar referências para a sua ficção teatral, num olhar “estrangeiro” sobre um país e suas gentes e numa visão artística que confronta os vários olhares de que é feita a vida, entre o real e imaginário.

Ficha artística e técnica

Texto Valter: Hugo Mãe
Dramaturgia: José Pedro Pereira
Direção e Encenação: José Leitão
Assistência de Encenação e Interpretação: Daniela Pêgo
Música: André Barros
Figurino: Cláudia Ribeiro
Desenho de Luz e Sonoplastia: André Rabaça
Espaço Cénico: José Leitão e José Lopes
Direção de Produção: Sofia Leal

Horário:

20h00

Local:
Teatro Diogo Bernardes
Preço:

Os bilhetes (4,00€) serão disponibilizados na bilheteira eletrónica a partir do dia 29 de março às 14h00 e presencialmente na bilheteira do Teatro Diogo Bernardes a partir do dia 19 de abril às 9h30 (https://www.bol.pt/Comprar/Bilhetes/94479-desumanizacao_pela_companhia_art_imagem-municipio_de_ponte_de_lima/Sessoes)

O número máximo de entradas a adquirir na bilheteira física, apenas no caso de existirem filas, será de 4 bilhetes por pessoa, cumprindo-se a lotação estabelecida em cumprimento do Plano de Contingência Covid-19, de acordo com a planta da sala adaptada em função do mesmo (https://www.facebook.com/teatro.diogo.bernardes/photos/pcb.3457943540904166/3457846717580515/).

- Lugares individuais na plateia e para coabitantes (2, 3 e 4 lugares) nas frisas e camarotes.
- Os bilhetes para as frisas e camarotes serão vendidos em bloco, na totalidade dos lugares.

Maiores de 14 anos.

Duração Aproximada: 70m

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 258 900 414 ou pelo email teatrodb@cm-pontedelima.pt.

Informação adicional:

MUITO IMPORTANTE:
- As portas abrirão, pelo menos, uma hora antes do início dos espetáculos e pede-se aos espectadores que compareçam mais cedo, com, pelo menos, meia-hora de antecedência para se efetuarem todos os procedimentos de segurança.
- Os espetáculos terão início à hora marcada.
- Não será permitida a entrada após o início dos espetáculos.
- Os espectadores devem cumprir rigorosamente todas as instruções dos assistentes de sala, devidamente identificados e em nenhum caso poderão trocar de lugares ou deslocar-se pelo recinto sem motivo justificado.
- No final de cada espetáculo, os espectadores deverão, obrigatoriamente, permanecer sentados nos seus lugares até serem instruídos pelos assistentes de sala para abandonar o recinto, por local diferente da entrada, de forma disciplinada e respeitando o distanciamento físico.

POR FAVOR, NÃO ESQUEÇA:
- É obrigatório o distanciamento físico de 2 metros no acesso ao recinto e às bilheteiras (a lotação da bilheteira do Teatro Diogo Bernardes é de 1 pessoa).
- É obrigatória a medição de temperatura de todos os presentes, sem registo escrito, à entrada do recinto.
- É obrigatória a higienização das mãos à entrada no recinto.
- É obrigatório o uso de máscara por parte do público durante todo o tempo dos espetáculos.
- A abertura do teatro será antecipada para assegurar o acesso atempado ao mesmo, devendo os espectadores dirigir-se de imediato aos lugares indicados pelos assistentes de sala, cumprindo rigorosamente as instruções dos mesmos.
- A permanência nos locais de atendimento deve ser limitada ao tempo estritamente necessário à realização do atendimento.
- O bar do Teatro Diogo Bernardes encontra-se encerrado.
- Nas instalações sanitárias, feminina e masculina, apenas serão permitidas duas pessoas em simultâneo, situação que será sempre controlada por um assistente de sala à entrada das mesmas.
- Não será permitida a permanência de espectadores no interior do Teatro Diogo Bernardes após o final dos espetáculos.
Agradecemos a colaboração de todos para continuarmos a oferecer Serviço Público de Cultura.