.: Município de Ponte de Lima :.
Página Inicial
Para visualizar as imagens rotativas tem que instalar o leitor de flash, clique aqui.
 
Infinite Menus, Copyright 2006, OpenCube Inc. All Rights Reserved.
Agenda de Eventos
Categorias
15 de outubro a 15 de abril
  Exposição: 'Brinquedos Mágicos: A Marca ARLO'
01 de janeiro a 31 de dezembro
  Exposição Permanente: 100 Anos de Brinquedos Portugueses
01 de janeiro a 31 de dezembro
  Exposição Permanente de Arte Sacra
01 de janeiro a 31 de dezembro
  Exposição Permanente no Centro de Interpretação da História Militar de Ponte de Lima
01 de janeiro a 31 de dezembro
  Exposição Permanente: 'O Vinho Verde - Passado e Presente'
Todos os Eventos
Agenda Cultural
Portal da Educação

Websites do Município

Figuras Limianas
D. Frei Francisco de S. Luís
 
Esclarecimentos para a Georreferenciação de Processos de Obras Particulares
Introdução

O recurso a novas tecnologias de informação, nomeadamente no desenvolvimento de um Sistema de Informação Geográfica (SIG) à escala municipal é entendido como um instrumento que serve de forma eficaz e racional a gestão do território, potencializando a modernização funcional da administração local, que tem como fim, melhorar a qualidade de vida dos munícipes.

O Gabinete de SIG tem como objetivo recolher, estruturar e disponibilizar informação multidisciplinar de interesse dos diversos serviços municipais e da população local.

 

O que é um SIG?

É uma ferramenta que conjuga dois tipos de informação, a representação gráfica do território através de mapas, cartas e plantas e a informação alfanumérica constituída por uma base de dados numérica ou descritiva. A conjugação destes dois elementos permite ao utilizador obter respostas a perguntas colocadas à base de dados e a sua consequente representação espacial.


Objetivos do SIG Municipal:

• Partilhar e divulgar informação de base digital e alfanumérica;
• Manipular e analisar essa informação, possibilitando a produção de nova informação;
• Desenvolver processos metodológicos mais profundos integrando-os numa visão sistémica de informação;
• Criar cartas temáticas de análise espacial esclarecedoras e que facilitem uma melhor comunicação dos planos e das intervenções municipais à sociedade civil, aos técnicos e aos políticos.

 

Georreferenciação de Processos de Obras Particulares:

De acordo com o Regime Jurídico da Urbanização e Edificação, designadamente o Artigo 8º-A, que define as regras da apresentação de projetos em formato digital, considera este município que a entrega da informação georreferenciada (levantamento topográfico e planta de implantação), é crucial para o sucesso da atividade de gestão urbanística municipal. Neste sentido, o Município disponibiliza, gratuitamente, a Rede de Apoio Topográfico Municipal existente, construída a partir do adensamento da rede geodésica nacional.

 

Com estes ficheiros georreferenciados seremos capazes de:

• Fornecer, em tempo real, informação ao munícipe, relacionada com o estado do seu processo de obras, bastando para isso um ponto de acesso à internet e um documento que o identifique, por exemplo número de BI ou NIF;
• Melhorar o tempo de análise dos processos por parte dos técnicos municipais, agilizando o processo;
• Controlar, geograficamente, a distribuição dos processos de obras pelo território do município;
• Responder de forma mais expedita aos inquéritos do INE;
• Acompanhar as dinâmicas de crescimento do edificado, o que ajuda a estabelecer e ajustar as áreas de expansão nos processos de revisão dos PMOTs...

 

Como deve chegar a informação à DOU - Divisão de Obras e Urbanismo do Município de Ponte de Lima?


1- É ESSENCIAL QUE O LEVANTAMENTO TOPOGRÁFICO SEJA GEORREFERENCIADO

1.1 - O TOPOGRAFO FAZ O LEVANTAMENTO DEVIDAMENTE GEORREFERENCIADO:

a) Com equipamento de topografia usando como referência a georreferenciação, da Rede de Apoio Topográfico existente no terreno, com mais de duas centenas de pontos (a rede encontra-se em constante adensamento) obtidos a partir do adensamento da Rede Geodésica Nacional do Instituto Geográfico Português (a Rede de Apoio Topográfico é cedida gratuitamente (rede existente) em formato digital pelo Município, nomeadamente em pdf).

b) Na página do Sistema de Informação Geográfica Municipal (http://sig.cm-pontedelima.pt), entre em Rede de Apoio Topográfico, siga o link e consulte: <|Informação da Rede de Apoio Topográfico Municipal|>

a) Ficha individual de cada ponto da Rede de Apoio Topográfico;
b) Distribuição dos pontos da Rede de Apoio Topográfico Municipal;
c) Requerimento de Pedido de Adensamento da Rede de Apoio Topográfico Municipal;
d) Catálogo de Objetos dos Processos de Urbanização e Edificação do Município de Ponte de Lima (ficheiro dxf).

1.2 - Sistema de Georreferenciação:

Toda a informação deverá ser, rigorosa e georreferenciada no sistema de coordenadas recomendado pelo Instituto Geográfico Português, ETRS89/TM06 - Projeção Transversa de Mercator - Elipsoide GRS80 (PT-TM06/ETRS89).

"Este sistema deverá substituir completamente os anteriormente usados, que se consideram obsoletos"1.

A pedido do requerente, o Município fornece as coordenadas da Rede de Apoio Topográfico Municipal mais próximas, caso manifeste dificuldade em consultar o geoportal Rede de Apoio Topográfico.

 

2 - LEVANTAMENTO TOPOGRÁFICO

O levantamento topográfico está sujeito a regras para a execução:

a) O levantamento topográfico deve ser realizado com um nível de pormenor correspondente à escala de 1:500 (representação de todos os elementos geográficos representáveis a essa escala), incluindo a representação de altimetria (curvas de nível com equidistância de 0,2m, sendo que a curva de nível mestra tem uma equidistância de 1m), esse deve abranger todo o terreno objeto de intervenção e área envolvente num perímetro de 10m e uma faixa de 50m de largura das vias públicas confrontantes.

b) O levantamento Topográfico é realizado obrigatoriamente com base Rede de Apoio Topográfico Municipal, sendo obrigatório identificar na planta topográfica, pelo menos, 2 Pontos da Rede de Apoio Topográfico Municipal utilizados;

c) Quando a Rede de Apoio Topográfico se mostrar insuficiente (inexistência de 2 Pontos de Apoio nas imediações do local), tem que ser obrigatoriamente solicitado, por requerimento remetido ao Sr. Presidente da Câmara Municipal, a colocação de duas ou mais marcas na zona envolvente ao terreno a levantar, devidamente georreferenciadas, as quais terão um custo associado. Só serão aceites Levantamentos Topográficos executados com base nos Pontos da Rede de Apoio Topográfico Municipal. Descarregue o requerimento em http://sig.cm-pontedelima.pt, Rede de Apoio Topográfico, opção <|Informação da Rede de Apoio Topográfico Municipal|>.

d) Os elementos geográficos que constam do levantamento topográfico devem ser enquadrados nos layer´s constantes no Catálogo de Objetos dos Processos de Urbanização e Edificação do Município de Ponte de Lima (ver Anexo I deste documento ou descarregar modelo de dados em http://sig.cm-pontedelima.pt, Rede de Apoio Topográfico em dxf), acrescentando o prefixo "TOPO_ (nome da layer)";

e) O ficheiro digital (vectorial) terá de ser entregue em qualquer um dos seguintes formatos shp, dxf, dwg ou dgn com o nome de LevTopo_Proc_124_12 (Levantamento Topográfico e Número de Processo), ver organização dos ficheiros no Ponto 4.

 

3 - PLANTA DE SÍNTESE E PLANTA DE IMPLANTAÇÃO

Regras para a apresentação e execução das plantas de implantação e de síntese:

a) A implantação da(s) construção(ões) pretendida(s) é feita tendo por base o ficheiro do levantamento topográfico, mantendo a posição original do mesmo. No processo de criação do ficheiro da implantação sobre o levantamento topográfico não deve mover, rodar ou escalar o desenho. Esta questão é vinculativa para que a informação se mantenha georreferenciada. Toda a informação que não cumpra este princípio não tem qualquer validade para os nossos serviços.

b) Os elementos geográficos da planta de implantação deverão respeitar o Catálogo de Objetos dos Processos de Urbanização e Edificação do Município de Ponte de Lima (ver Anexo I ou em http://sig.cm-pontedelima.pt, Rede de Apoio Topográfico em dxf na opção <|Informação da Rede de Apoio Topográfico Municipal|>), acrescentando o prefixo "PROJ_ (nome da layer)".

c) No ficheiro de Implantação, feito a partir do Levantamento Topográfico só se deve utilizar o prefixo PROJ_ nos leyers necessários para além dos do levantamento topográfico (por exemplo: PROJ_E-Casa_Vivenda, correspondente a uma casa a implantar...).

d) Deverá ser entregue um ficheiro num dos seguintes formatos shp, dxf, dwg ou dgn com o nome de P_Implanta_Proc_124_12 (Planta de Implantação e Número de Processo), ver organização dos ficheiros no Ponto 4.

e) Deverá ser entregue um novo CD completo, com o Levantamento Topográfico e nova Planta de Implantação por cada aditamento ao processo, que implique alterações a nível da implantação.

 

4 - ENTREGA DE INFORMAÇÃO


A informação deve ser entregue em CD, contendo:

Capa: Nome do requerente, morada, data e Número de Processo (atribuído no ato de entrada do processo nos serviços do Município, DOU - Divisão de Obras e Urbanismo);

Designação da Pasta: Pasta com o nome SIG_Proc;

Designação e Conteúdo dos Ficheiros:

o LevTopo_Proc_124_12 (Levantamento Topográfico e número de processo), de acordo com o Ponto 2
o P_Implanta_124_12 (Planta de Implantação), de acordo com o Ponto 3.

Formato dos Ficheiros: Todos os ficheiros têm obrigatoriamente que ser entregues num dos seguintes formatos: shp, dxf, dwg ou dgn.

 

 

Se persistirem dúvidas entre em contacto com:

Município de Ponte de Lima
DEP - Sistemas de Informação Geográfica
Praça da República
4990-062 Ponte de Lima

Tel. +351 258 900 400 - ext. 422   |  Fax. +351 258 900 424

Email: munisigweb@cm-pontedelima.pt

 

Também pode consultar:

1- http://www.igeo.pt/produtos/Geodesia/inf_tecnica/sistemas_referencia/Datum_ETRS89.htm
 
Palavras chaves
voltar
Imprimir Imprimir Enviar Enviar Partilhar
topo
 
Cidadania Ativa
 
 
 
 
 
 
Certificado N.º 2016/CEP.5130

Previsão do Tempo
 
+ dias | Risco de Incêndio
Farmácias
Notícias via e-mail

Coloque o seu email: