.: Município de Ponte de Lima :.
Página Inicial
Para visualizar as imagens rotativas tem que instalar o leitor de flash, clique aqui.
Infinite Menus, Copyright 2006, OpenCube Inc. All Rights Reserved.
Agenda de Eventos
Categorias
15 de outubro a 15 de abril
  Exposição: 'Brinquedos Mágicos: A Marca ARLO'
01 de janeiro a 31 de dezembro
  Exposição Permanente: 100 Anos de Brinquedos Portugueses
01 de janeiro a 31 de dezembro
  Exposição Permanente de Arte Sacra
01 de janeiro a 31 de dezembro
  Exposição Permanente no Centro de Interpretação da História Militar de Ponte de Lima
01 de janeiro a 31 de dezembro
  Exposição Permanente: 'O Vinho Verde - Passado e Presente'
Todos os Eventos
Agenda Cultural
Portal da Educação

Websites do Município

Figuras Limianas
D. Frei Francisco de S. Luís
 
Caracterização Económica do Concelho de Ponte de Lima

Tecido Empresarial

Pautando-se por ótimos indicadores de Ambiente e Qualidade de vida, 1.º do Distrito e 5.º a nível Nacional, Índice de Desenvolvimento Municipal - 1.º do Distrito; 5.º do Norte e 28.º a nível Nacional (in www.guiadeportugal.pt), Ponte de Lima tem vindo a adoptar, de há uns largos anos a esta parte, uma estratégia de desenvolvimento que assenta na valorização dos seus recursos endógenos.

Os resultados são hoje bem visíveis.

O respeito pelos sectores tradicionais, a valorização da indústria extrativa local, o acolhimento empresarial ciente das dificuldades e necessidades do tecido empresarial, o estímulo aos sectores mais inovadores e tecnologicamente mais avançados e a aposta nas empresas "limpas" são algumas das linhas orientadoras de crescimento económico.

O desenvolvimento socioeconómico verificado ao longo dos últimos anos moldou em grande parte o tecido empresarial e social, até então motor de subsistência da população. Ponte de Lima é, hoje, um Concelho voltado para o futuro não descurando, nem desvalorizando, as suas raízes, património cultural, arquitectónico e ambiental, assenta numa estratégia de aproveitamento das suas potencialidades.

O sector primário, que em 1981 representava mais de 50% da atividade económica do Concelho, caracteriza em 2005, segundo os dados mais completos e recentes sobre os sectores de atividade económica, pouco mais de 2% da estrutura económica da região.

A perda de peso no sector primário caracterizou-se por ganhos no sector secundário e terciário.

Ano Sector Primário Sector Secundário Sector Terciário
2000 1,5% 69,6% 29,0%
2005
2,3% 53,2% 44,6%
Fonte: I.N.E, Gabinete de Estratégia e Estudos - Ministério da Economia

Note-se que o declínio da força laboral na agricultura foi compensado por uma profissionalização do sector.

 

Agricultura

Essencialmente de minifúndio, a atividade agrícola ocupa os aluviões dos vales e galga as encostas estruturadas em socalcos, entrecruzados com espaços florestais que separam os vales fluviais. A riqueza hidrográfica e encostas montanhosas permitem generosas colheitas e qualidade do cultivo, nomeadamente no que toca às culturas que se adaptam bem ao clima e solo.

Várias culturas, tais como o milho, a batata e o vinho, perfazem algumas das áreas de cultivo da região que beneficiam das vantagens climatéricas e características do terreno.

A cultura da vinha merece especial destaque com a produção de Vinho Verde.

O crescimento económico canalizou muito recursos humanos para outras áreas produtivas tendo contribuído para um declínio significativo da população com atividade agrícola. A Agricultura permanece contudo um sector dinâmico e gerador de crescimento e emprego cada vez mais qualificado.

A Pecuária representa, igualmente, uma atividade com especial destaque no Concelho.

 

Indústria

A Atividade Industrial é hoje uma realidade presente no Concelho, com a aposta em sectores e clusters de desenvolvimento, destacando o esforço para localizar no Concelho empresas do ramo Automóvel e Agroalimentar.

Modernos parques industriais estrategicamente localizados no Concelho (Polo Industrial da Gemieira e Polo Industrial da Queijada) permitem uma localização empresarial diversificada com as condições de que necessitam as empresas. Brevemente, o Concelho estará dotado com um polo dedicado à indústria do granito, único em todo o país, tornando Ponte de Lima uma referência na indústria extrativa e de transformação de granito e pedra natural.

 

Serviços

O desenvolvimento económico possibilitou o aparecimento de novas atividades. Tal como sucede em todas as economias mais desenvolvidas, o sector terciário foi aquele que mais beneficiou da transferência de trabalhadores do sector primário.

Os serviços representam hoje uma grande percentagem do total do emprego gerado no Concelho.

Os serviços bancários, os seguros, a hotelaria e a restauração representam as atividades com maior expressão nos serviços.

O sector social tem vindo a assumir um papel importante pelo que destaca o surgimento de mais oferta nessa área.

As principais atividades centram-se na construção civil, indústria têxtil, indústria extrativa, hotelaria e restauração e serviços com crescimento considerável de número de sociedades desde 1995.

Ano N.º Sociedades Variação Pessoal ao Serviço das Sociedades Variação %
1995 2.910 - 2.621 -
2000 
3.434 (a) 18% 3.609 38%
2005 
4.122 20% Face a (a) 6.594 83% Face a (a)
Fonte: I.N.E, Gabinete de Estratégia e Estudos - Ministério da Economia


As vantagens competitivas do Concelho

A isenção da Derrama Municipal (até 1,5% do lucro tributável), a isenção do IRS Municipal (até 5% da matéria coletável), a possibilidade de isenção de taxas de licenciamento em zonas de localização industrial identificadas e os incentivos que derivam dos Benefícios Fiscais à Interioridade, nomeadamente no que toca à redução do IRC, são fortes incentivos aos que privilegiam e escolhem Ponte de Lima para investir, empreender e viver.

O Município disponibiliza ainda um conjunto de programas de apoio através do Gabinete Terra. Os Programas Terra Finicia, Terra Incubadora e Terra Reabilitar representam a concretização de medidas de apoio diretas postas à disposição dos que desejam iniciar o seu projeto no Concelho.

O Turismo identifica-se como outro recurso da região. A beleza da paisagem, a cultura, o património edificado e as gentes tornam a localidade como uma das mais visitadas pelos turistas nacionais e internacionais. Berço do Turismo Rural nas suas mais variadas modalidades (agroturismo, turismo de habitação e turismo em espaço rural), a dispersão e qualidade dos empreendimentos turísticos, onde se incluem imponentes e majestosos solares, assim como modernos hotéis, conferem aos visitantes uma escolha diversificada para passar alguns dias na região. Empreendimentos e equipamentos turísticos mais recentes, tais como o Campo de Golfo, o Centro Equestre do Vale do Lima,  o Clube Náutico e a Expolima, vem completar e complementar a oferta turística, com especial destaque para o turismo equestre e a prática do golfe. Enquanto promoção turística do Concelho e de todo o Alto-Minho, não poderíamos deixar de mencionar o Caminho de Santiago. O troço em causa integra o "Caminho Português para Santiago de Compostela", atravessa Ponte de Lima e constitui uma das velhas e medievais rotas de peregrinação.

Modernas infraestruturas de apoio à população realçam a inovação e competitividade do Concelho.

Assim, novos e modernos centros escolares (Concelho pioneiro a nível nacional), estabelecimentos de ensino superior e formação profissional (Escola Superior Agrária de Ponte de Lima, Universidade Fernando Pessoa, Universidade Aberta e Escola Profissional de Ponte de Lima), bem como, recintos e pavilhões desportivos adaptados aos mais exigentes critérios da prática desportiva, perfazem o leque de equipamentos destinados a apoiar as atividades extra-curriculares, federativas e recreativas por parte da população e dos jovens em particular. A Área de Paisagem Protegida das Lagoas de Bertiandos e S. Pedro de Arcos (criada pelo Decreto Regulamentar de 19/2000, de 11 de dezembro), a Quinta Pedagógica de Pentieiros e o Festival Internacional de Jardins de Ponte de Lima e os Jardins Temáticos denotam a riqueza paisagística, cultural, ambiental e educativa. O Museu dos Terceiros, o Arquivo Municipal, o Teatro Diogo Bernardes, a Torre da Cadeia Velha, o Paço do Marquês, o Albergue de Peregrinos e, mais recentemente, a Casa das Artes, localizada na Casa do Arnado, oferecem à população o acesso ao património edificado e cultural.

Capital do Arroz de Sarabulho e do Vinho Verde, Ponte de Lima é uma referência para todos os que apreciam os sabores da Terra e para com o que de melhor identifica a nossa cultura, a nossa tradição e a nossa ancestralidade.

 
Palavras chaves
voltar
Imprimir Imprimir Enviar Enviar Partilhar
topo
 
Últimas notícias relacionadas
Ponte de Lima Empreende | Apresentação pública do Portal “Biz Ponte de Lima” | Auditório Municipal – 24 de março – 18 horas | 23.03.2017
Empresa Instalada em Ponte de Lima Inaugura Centro de Engenharia | Secretário de Estado Adjunto do Comércio e Presidente da Câmara Municipal de Ponte de Lima visitam este novo equipamento | 10.02.2017
Formação Certificada de Serviço de Vinhos – Ponte de Lima Clara Penha – Casa dos Sabores | 24.01.2017
Município de Ponte de Lima presente na AgroSemana – Feira Agrícola do Norte | 09.09.2016
Ponte de Lima - Visita de Trabalho à Carsiva – Unidade industrial de Carnes | 13.06.2016
 
 
 
Cidadania Ativa
 
 
 
 
 
 
Certificado N.º 2016/CEP.5130

Previsão do Tempo
 
+ dias | Risco de Incêndio
Farmácias
Notícias via e-mail

Coloque o seu email: