.: Município de Ponte de Lima :.
Página Inicial
Para visualizar as imagens rotativas tem que instalar o leitor de flash, clique aqui.
Infinite Menus, Copyright 2006, OpenCube Inc. All Rights Reserved.
Agenda de Eventos
Categorias
24 de julho a 27 de julho
  Feira do Livro de Ponte de Lima 2014
27 de julho
  ArtesaLima - Feira de Artesanato
17 de julho a 28 de julho
  'Caminhos...' – Exposição de Pintura e Escultura: de Maria Oliveira Pinto
01 de julho a 29 de julho
  Atividades do Projeto Envelhecimento Ativo
30 de julho
  Ciclo de Cinema para Seniores - 'Filmes do Nosso Tempo…'
Todos os Eventos
Agenda Cultural
Alienação Hasta Pública

Visite:

Websites do Município

Figuras Limianas
Catarina Capa Yupange
 
Ponte de Lima
Ponte Romana e Igreja de Santo António
Ponte Romana e Igreja de Santo António

Em pleno coração do Vale do Lima, a beleza castiça e peculiar da vila mais antiga de Portugal esconde raízes profundas e lendas ancestrais. Foi a Rainha D. Teresa quem, na longínqua data de 4 de março de 1125, outorgou carta de foral à vila, referindo-se à mesma como Terra de Ponte. Anos mais tarde, já no século XIV, D. Pedro I, atendendo à posição geo-estratégica de Ponte de Lima, mandou muralhá-la, pelo que o resultado final foi o de um burgo medieval cercado de muralhas e nove torres, das quais ainda restam duas, vários vestígios das restantes e de toda a estrutura defensiva de então, fazendo-se o acesso à vila através de seis portas.

A ponte, que deu nome a esta nobre terra, adquiriu sempre uma importância de grande significado em todo o Alto Minho, atendendo a ser a única passagem segura do Rio Lima, em toda a sua extensão, até aos finais da Idade Média. A primitiva foi construída pelos romanos, da qual ainda resta um troço significativo na margem direita do Lima, sendo a medieval um marco notável da arquitetura, havendo muito poucos exemplos que se lhe comparem na altivez, beleza e equilíbrio do seu todo. Referência obrigatória em roteiros, guias e mapas, muitos deles antigos, que descrevem a passagem por ela de milhares de peregrinos que demandavam a Santiago de Compostela e que ainda nos dias de hoje a transpõem com a mesma finalidade.

A partir do século XVIII a expansão urbana surge e com ela o início da destruição da muralha que abraçava a vila. Começa a prosperar, por todo o concelho de Ponte de Lima, a opulência das casas senhoriais que a nobreza da época se encarregou de disseminar. Ao longo dos tempos, Ponte de Lima foi, assim, somando à sua beleza natural magníficas fachadas góticas, maneiristas, barrocas, neoclássicas e oitocentistas, aumentando significativamente o valor histórico, cultural e arquitetónico deste rincão único em todo o Portugal.

 
Palavras chaves
voltar
Imprimir Imprimir Enviar Enviar Partilhar
topo
 
Últimas notícias relacionadas
Mesa dos Quatro Abades em Ponte de Lima | 15 de junho, às 12h00 | 13.06.2014
II Jornadas Apícolas de Ponte de Lima a 7 de junho no Auditório Rio Lima | 30.05.2014
IV CÃOminhada do Canil Intermunicipal do Alto Minho | 26.05.2014
Dia do Artesão Limiano na Avenida dos Plátanos | 23.05.2014
24ª Festa do Vinho Verde e dos Produtos Regionais de Ponte de Lima promove Concurso de Fotografia do Vinho Verde | 30.04.2014
 
 
 
Cidadania Ativa
 
 
 
 
 
 
Previsão do Tempo
+ dias | Risco de Incêndio
Farmácias
Notícias via e-mail

Coloque o seu email: