.: Município de Ponte de Lima :.
Página Inicial
Para visualizar as imagens rotativas tem que instalar o leitor de flash, clique aqui.
Infinite Menus, Copyright 2006, OpenCube Inc. All Rights Reserved.
Agenda de Eventos
Categorias
24 de abril
  Função Públika
24 de abril
  Chá Dançante
25 de abril
  'O Canto de Intervenção em Portugal e no Mundo' - Associação José Afonso no Teatro Diogo Bernardes
25 de abril
  Apresentação do Livro: João Marcos: biografia e bibliografia, da autoria de Cláudio Lima
26 de abril
  'Cartas da Guerra - D’este viver aqui neste papel descripto', de António Lobo Antunes no Teatro Diogo Bernardes
Todos os Eventos
Agenda Cultural
Alienação Hasta Pública

Avisos

Visite:

Websites do Município

Figuras Limianas
Catarina Capa Yupange
 
Ponte de Lima
Ponte Romana e Igreja de Santo António
Ponte Romana e Igreja de Santo António

Em pleno coração do Vale do Lima, a beleza castiça e peculiar da vila mais antiga de Portugal esconde raízes profundas e lendas ancestrais. Foi a Rainha D. Teresa quem, na longínqua data de 4 de março de 1125, outorgou carta de foral à vila, referindo-se à mesma como Terra de Ponte. Anos mais tarde, já no século XIV, D. Pedro I, atendendo à posição geo-estratégica de Ponte de Lima, mandou muralhá-la, pelo que o resultado final foi o de um burgo medieval cercado de muralhas e nove torres, das quais ainda restam duas, vários vestígios das restantes e de toda a estrutura defensiva de então, fazendo-se o acesso à vila através de seis portas.

A ponte, que deu nome a esta nobre terra, adquiriu sempre uma importância de grande significado em todo o Alto Minho, atendendo a ser a única passagem segura do Rio Lima, em toda a sua extensão, até aos finais da Idade Média. A primitiva foi construída pelos romanos, da qual ainda resta um troço significativo na margem direita do Lima, sendo a medieval um marco notável da arquitetura, havendo muito poucos exemplos que se lhe comparem na altivez, beleza e equilíbrio do seu todo. Referência obrigatória em roteiros, guias e mapas, muitos deles antigos, que descrevem a passagem por ela de milhares de peregrinos que demandavam a Santiago de Compostela e que ainda nos dias de hoje a transpõem com a mesma finalidade.

A partir do século XVIII a expansão urbana surge e com ela o início da destruição da muralha que abraçava a vila. Começa a prosperar, por todo o concelho de Ponte de Lima, a opulência das casas senhoriais que a nobreza da época se encarregou de disseminar. Ao longo dos tempos, Ponte de Lima foi, assim, somando à sua beleza natural magníficas fachadas góticas, maneiristas, barrocas, neoclássicas e oitocentistas, aumentando significativamente o valor histórico, cultural e arquitetónico deste rincão único em todo o Portugal.

 
Palavras chaves
voltar
Imprimir Imprimir Enviar Enviar Partilhar
topo
 
Últimas notícias relacionadas
Jornada Luso-Galaica do Caminho Português | 25.02.2014
Consulta Pública do Projeto 'Eixo da RNT entre Vila do Conde, Vila Fria B e a Rede elétrica de Espanha, a 400kV' - AIA 2687 | 17.02.2014
Fado Solidário no Teatro Diogo Bernardes a 16 novembro - Outonarte 2013 | 13.11.2013
Mesa dos Quatro Abades em Ponte de Lima | 16 de junho, às 12h00 | 13.06.2013
CÃOminhada 2013 em Ponte de Lima a 25 de maio | 23.05.2013
 
 
 
Cidadania Ativa
 
 
 
 
 
 
Previsão do Tempo
+ dias | Risco de Incêndio
Farmácias
Notícias via e-mail

Coloque o seu email: