Passar para o Conteúdo Principal Top
Logótipo

municipio

Ponte de Lima: 12.º Festival Internacional de Jardins = 12th International Garden Festival

Publicações
Imagem 1 1024 2500
27 Maio 2016

VIEIRA Ovídio - Ponte de Lima: 12.º Festival Internacional de Jardins = 12th International Garden Festival. Município de Ponte de Lima: Ponte de Lima, 2016. 135 p. ISBN 978-972-8846-56-5.

  • Preço: €5,00 (inclui o valor da taxa de IVA legal em vigor)
  • Como encomendar: contacte-nos através do e-mail: arquivo@cm-pontedelima.pt

Apresentação

Cabe-me novamente a honra de abrir esta publicação destinada a apresentar mais uma edição do Festival Internacional de Jardins de Ponte de Lima, a 12.ª consecutiva, sempre com muitas candidaturas a concurso, o que nos faz acreditar que o projecto vingou e continuará a vingar ao longo dos anos, fazendo parte de um contexto internacional de festivais de jardins em que, entre muitos, estão estabelecidas redes de cooperação e parcerias que me parecem vir de encontro à temática do festival do presente ano e que gostaria de enfatizar devidamente.

Como se costuma dizer, não nos cabe inventar nada pois já estará, porventura, tudo inventado ou, melhor dizendo, as boas ideias pairam no ar e o importante é conseguirmos escolher a oportunidade certa para as colher e saber aplicar. Orgulho-me de estar ligado, desde a primeira hora, ao Festival Internacional de Jardins, no seu arranque e inauguração, na qualidade de Membro da Direcção, aquando do desempenho de funções autárquicas com as competências, de entre outras, da Vice-Presidência da Câmara e da Área do Ambiente.

Soubemos, ao mais alto nível da autarquia, aceitar um desafio e fomos colher conhecimento e partilha de saber ao Festival Internacional de Jardins de Chaumont-Sur-Loire, em França. Não copiámos; limitámo-nos a aprender com a experiência de quem já realizava um festival há muitos anos; adaptámos o mesmo à nossa realidade; crescemos em termos de conhecimento; hoje somos capazes de produzir o nosso festival com os recursos do Município, com destaque para os recursos humanos, que quero destacar por serem uma equipa notável no que respeita à dedicação e ao profissionalismo empenhado com que encaram a árdua tarefa de erguer um certame desta responsabilidade, não se poupando nunca a esforços suplementares.

Mas o conhecimento é contínuo, de todos e não pode ficar guardado na gaveta apenas para nós.

Aquando do interesse do Concelho de Allariz, na vizinha Galiza, em desenvolver um novo festival internacional de jardins, coube-nos a nós abrir portas, explanar o que sabíamos, por muito ou pouco que fosse, estabelecer pontes de cooperação e de comunicação e hoje assistimos com imensa satisfação à realidade que é o Festival Internacional de Jardins de Allariz.

Através dos conhecimentos adquiridos entre as partes, não somos concorrentes; antes pelo contrário, somos cooperantes e complementares num trabalho que pretendemos desenvolver para que se criem circuitos turísticos que ofereçam o conjunto dos festivais em itinerários devidamente organizados, criando riqueza e mais-valias para as competentes comunidades.

É para isso que o conhecimento deve, a meu ver, contribuir sobremaneira. É esse o caminho, da cooperação, da solidariedade e da compreensão mútuas, que poderá realmente colocar a importância do conhecimento e do saber no patamar que lhes está destinado, o mais alto.

Se conseguirmos aplicar este tipo de atitudes nas nossas áreas de intervenção, num autêntico acto de cidadania, cada um de nós partilhando conhecimentos e aprendendo certamente muito mais do que aquilo que ensina, pois são muitos os que nos instruem e somos um só a ensinar uma possível imensidão de interessados, estaremos a fazer conhecimento na verdadeira acepção da palavra.

Permito-me finalizar estas palavras com o meu maior agradecimento a todos quantos fazem deste evento uma realidade, com particular relevo para a Direcção do Festival Internacional de Jardins que tem contribuído para elevar bem alto o nome de Ponte de Lima ao longo destes 12 anos.

O Júri do Festival merece-nos um enorme aplauso por saber seleccionar, ano após ano, os projectos adequados que permitem, na sua conjugação, denominar o todo por Festival Internacional de Jardins.

Aos patrocinadores, muito obrigado por continuarem a acreditar em nós e a apostar nos projectos ligados ao Ambiente como fundamentais para a educação e o desenvolvimento das populações. Por fim, espero que se divirtam ao apreciar a presente edição do Festival Internacional de Jardins de Ponte de Lima e que adquiram e partilhem conhecimentos nas interacções efectivadas com os projectos e com os restantes visitantes.

Um abraço amigo do

Victor Mendes 
Presidente da Câmara Municipal de Ponte de Lima