Passar para o Conteúdo Principal Top
Logótipo

municipio

Boletim Municipal, Nº 22, dezembro de 2011

Boletim Municipal
Imagem 1 1024 2500

Editorial

Encarar o Futuro com Otimismo

Cada final de ano é época de balanço, de análise de opções tomadas, de reflexão sobre projetos assumidos, bem como uma preparação para o ano seguinte, realizando-se previsões, programando-se empreendimentos, delineando-se estratégias, tendo sempre como alvo principal o bem-estar e o progresso da comunidade.

Contudo, quando as notícias que diariamente surgem a público nos amedrontam com um futuro nada risonho poderemos, por vezes, ser menos otimistas e cair numa atitude de desistência e conformismo, situação que esperamos não aconteça em Ponte de Lima, uma vez que, de acordo com o rigor de gestão que temos levado a cabo, as expectativas continuam a ser positivas.

Ao longo dos últimos anos o Executivo Municipal sempre se pautou por uma ação de combate ao despesismo, praticando aquilo que agora tanto se propagandeia - o corte nas despesas com pessoal e nas despesas correntes e uma maior aposta nas despesas de investimento. Há muito tempo que aqui não só se fala disso como se leva à prática. Temos sido, muitas vezes, acusados de poupanças exageradas. As soluções que nos vêm propondo são sempre no sentido de abertura de gabinetes específicos, com custos exagerados em pessoal e funcionamento, de realização de estudos, com os montantes inerentes, de uma política idêntica àquela que o País seguia, na maioria dos sectores públicos e empresariais do Estado e que levaram ao descalabro a que hoje assistimos.

Conscientes do melhor rumo para Ponte de Lima, prosseguimos na senda daquele que sempre foi o nosso programa e podemos agora concluir que estamos no caminho correto.

Prova disso é a saúde financeira do Município - temos as contas pagas, os nossos colaboradores recebem a tempo e horas - são os incentivos fiscais que damos às empresas e aos munícipes - num combate assertivo à desertificação e para uma maior fixação do tecido empresarial, distinguindo-nos a nível nacional -, é o orçamento municipal para 2012, no valor exato de 40 milhões de euros - contrariando os ventos desfavoráveis da crise, estamos em condições de continuar a investir como fizemos até hoje, dando, pelo momento especial que vivemos, um particular destaque à ação social e aos mais jovens, através de melhores estruturas educativas.

Sabemos que estamos a pagar de igual forma como aqueles que não cumpriram, quando, pela eficaz e rígida administração praticada, devíamos ser premiados e apontados como exemplo, pois não temos qualquer dúvida em afirmar que é possível dirigir publicamente em Portugal sem prejuízos diários e contínuos.

Não será por isso que vamos desistir.

Não queremos ver os Limianos deixar-se abater, pois contamos convosco e com a força do vosso trabalho para continuar a fazer de Ponte de Lima um local de excelência para viver.

Se o nosso exemplo vos servir, não tenham dúvida em segui-lo: rigor, determinação, crença nos projetos, perseverança e objetivos, podem ser a receita ideal para enfrentar o vendaval de recessão que todos apregoam.

Com um abraço amigo, peço-vos que deitemos mãos à obra e desejo a todos um Bom Ano de 2012.

Victor Mendes
Presidente da Câmara Municipal de Ponte de Lima

Boletim

Boletim Municipal, Nº 22, dezembro de 2011